| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

GAZETA MOGBA NEWS
Desde: 09/05/2009      Publicadas: 485      Atualização: 07/01/2011

Capa |  Amazônia  |  Ancestralidade  |  Axe Opo Ajagunna  |  Bizarrices  |  Brasil  |  Ciência  |  Cinema  |  Consultas Espirituais  |  Educação & Cultura  |  Equipes (eventos)  |  Esportes  |  Festejos Públicos  |  Grandes Nomes & Grandes Casas  |  Jogo por Odù  |  Mogba Klaudio  |  O Mundo  |  Orisas  |  Parte Social  |  Previsões 2010  |  Previsões 2011  |  Raízes do Axe  |  Religião & Sustentabilidade  |  Saúde


 Saúde

  23/08/2009
  0 comentário(s)


A doença celíaca

Esta doença pode aparecer em qualquer idade

A doença celíaca
Quando o intestino de um celíaco tem de suportar uma alimentação sem restrições, o glúten dos cereais habitualmente consumidos vai provocar alterações tão profundas que impedem o normal aproveitamento dos alimentos e levam ao aparecimento dos sintomas. Se o glúten for retirado essas alterações desaparecem e tudo volta ao normal...desde que o doente não deixe de cumprir a dieta!
Esta doença pode aparecer em qualquer idade desde que o glúten já tenha sido incluído na alimentação. O habitual é surgir pelo segundo ou terceiro semestre da vida (entre os 6 e os 20 meses de idade), alguns meses depois da introdução das farinhas na alimentação (papas, pão, bolachas, etc.). A criança começa a perder o apetite, deixa de aumentar de peso, torna-se triste e irritável, as dejecções começam a ser mais frequentes, moles e volumosas (diarreia) e o abdómen (a "barriga") torna-se mais saliente e distendido. Se o diagnóstico não fôr feito e a dieta instituída, a situação vai-se agravando e a criança atinge por vezes estados de malnutrição muito grave. Num pequeno número de casos os sintomas são diferentes: às vezes aparecem apenas vómitos de repetição, dores abdominais de intensidade variável, prisão de ventre ou apenas um atraso de crescimento sem explicação aparente.
São situações que só um médico experimentado associa à doença celíaca e que podem levar muito tempo para serem diagnosticadas. Por razões que desconhecemos, as manifestações da doença são geralmente mais intensas nos primeiros anos de vida e tendem depois a diminuir de intensidade. Assim, na criança mais velha e no adolescente, as falhas na dieta não levam muitas vezes à diarreia e o doente continua a sentir-se bem. Este facto pode levar, como já vimos, ao abandono do tratamento.
Infelizmente a doença celíaca não tem cura pelo que a reintrodução do glúten na alimentação determinará mais tarde ou mais cedo o reaparecimento de alguns sintomas: anemia, aumento discreto do volume do abdómen, baixa no rendimento escolar, paragem do crescimento, ausência ou perturbações da mestruação e, no adulto, baixa de fertilidade ou mesmo esterilidade. Deve portanto acentuar-se que uma vez estabelecido com segurança o diagnóstico, A DIETA TERÁ DE SER CUMPRIDA DURANTE TODA A VIDA.
O que ainda não está perfeitamente esclarecido é a razão pela qual só algumas pessoas são intolerantes ao glúten e desenvolvem a doença. É natural que intervenham aqui factores relacionados com a alimentação do indivíduo, o que poderá de alguma forma justificar a inexistência desta patologia nos países do oriente onde a base alimentar não é o trigo.
Hoje porém não restam dúvidas de que existe uma predisposição hereditária claramente transmitida, pois as famílias de celíacos contam com um número de doentes francamente superior ao que seria de esperar na população em geral. Os estudos efectuados permitiram calcular ser cerca de 10 vezes maior o risco de reaparecimento da doença após o primeiro caso num dos pais ou irmãos. Quando a doença existe em parentes afastados, este risco é muito mais pequeno. Será provavelmente da conjunção destes dois tipos de factores que resulta o terreno favorável para o aparecimento da doença. Esta parece corresponder a uma perturbação do sistema de defesas do organismo que, em consequência disso, reagiria de forma anormal ao glúten alimentar provocando assim as alterações da mucosa intestinal e, em última análise, o aparecimento dos sintomas.

Doença Celíaca: Uma história longa mas interessante
Há cerca de 10 000 anos os povos verificaram que era possível semear a terra e obter colheitas de cereais como o trigo, por exemplo. A partir de então o seu rendimento era tal que lhes permitiu viverem no mesmo sítio sem necessidade de andarem constantemente à procura de alimentos. Uma consequência desta descoberta foi a civilização, outra foi o risco de ter a doença celíaca!
No séc. II um grego, Aretaeus da Capadócia, descreveu doentes com um determinado tipo de diarreia usando a palavra "Koiliakos" (aqueles que sofrem do intestino). Tudo leva a crer que já nessa altura ele se referia àquilo que em 1888 Samuel Gee, um médico de Londres, observou em crianças e adultos e que designou por "afecção celíaca", aproveitando também o termo grego. No seu escrito, Gee previa com grande intuição que "controlar a alimentação é a parte principal do tratamento...a ingestão de farináceos deve ser reduzida...e se o doente pode ser curado, há-de sê-lo através da dieta".
Nos anos que se seguiram, vários médicos, particularmente pediatras, dedicaram-se a observar e a tentar compreender as causas desta doença, embora poucos avanços se tenham obtido. Durante a 2ª Guerra Mundial o racionamento de alimentos imposto pela ocupação alemã reduziu drasticamente o fornecimento de pão à população holandesa. O prof. Dicke, de Utrech, verificou então que as crianças com "afecção celíaca" melhoravam da sua doença apesar da grave carência de alimentos. Associou este facto com o baixo conteúdo da dieta em cereais.
Esta associação seria confirmada mais tarde em Birmingham por Charlotte Anderson e trabalhos de laboratório viriam demonstrar finalmente que o trigo e o centeio continham a substância que provoca a doença: o glúten! J. W. Paulley, um médico inglês, observara entretanto num celíaco operado que a sua mucosa intestinal não tinha o aspecto habitual; este facto, confirmado por outros investigadores, foi extremamente importante pois essas alterações passariam a permitir um diagnóstico com bases seguras.
A importância desta descoberta aumentou quando nos anos 50 um oficial americano, Crosby, e um engenheiro, Kugler, desenvolveram um pequeno aparelho com o qual se podiam efectuar biópsias do intestino sem necessidade de operar o doente. Este aparelho, a cápsula de Crosby, ainda hoje, com pequenas modificações, é usado para fazer o diagnóstico da doença celíaca.
Ao longo do tempo esta doença tem sido chamada de muitas maneiras, como celiaquia, enteropatia sensível ao glúten, sprue celíaco, sprue não tropical, etc. Todos estes nomes se referem à mesma situação mas alguns deles foram utilizados por investigadores que estavam convencidos de que se tratava de um problema diferente.
Para terminar com este estado de coisas, a Sociedade Europeia de Gastroenterologia e Nutrição Pediátrica (ESPGAN) propôs em 1969 um certo número de critérios que permitissem um diagnóstico e tratamento correctos. Assim, quando falamos de doença celíaca estamos a referir-nos a uma situação de intolerância permanente ao glúten que se acompanha de lesões do intestino mais ou menos características, lesões estas que melhoram quando o glúten é retirado da alimentação e voltam a agravar-se quando ele é reintroduzido.
  Web site: www.celiacos.org.pt/  Autor:   fonte - CELIACOS.ORG.PT/


  Mais notícias da seção Notificação no caderno Saúde
07/01/2011 - Notificação - AMILOIDOSE
Foto ilustrativa...
26/12/2010 - Notificação - CAROLI
Foto ilustrativa...
16/12/2010 - Notificação - Documentário analisa caso de adolescente que chora sangue
Hemolacria manifestou-se pela primeira vez em maio do ano passado (Foto: Barry Bland / Barcroft Media / Getty Images)...
01/12/2010 - Notificação - Combatendo o Autismo
Foto do arquivo...
22/11/2010 - Notificação - Maconha é motivo de orgulho nas montanhas do Colorado
Avitista em comício pró-maconha em Denver, noColorado, em 6 de novembro. (Foto: The NewYork Times)...
16/11/2010 - Notificação - CÓLERA
Foto ilustrativa...
08/11/2010 - Notificação - Síndrome de Alport
Foto ilustrativa...
23/10/2010 - Notificação - Tigres podem estar extintos em apenas 12 anos, adverte organização
Encontro na Rússia de 21 a 24 de novembro vai tentar elaborar estratégia para impedir a extinção dos tigres (Foto: Tambako the Jaguar / Flickr - Creative Commons, a-nd 2.0 genérico)...
13/10/2010 - Notificação - SÍNDROME DE KLINEFELTER
FOTO ILUSTRATIVA...
30/09/2010 - Notificação - ANENCEFALIA
Foto ilustrativa...
17/09/2010 - Notificação - MAL DE PARKINSON
Foto ilustrativa...
13/09/2010 - Notificação - GLAUCOMA
FOTO ILUSTRATIVA...
02/09/2010 - Notificação - MAL DE ALZHEIMER
Foto ilustrativa...
14/08/2010 - Notificação - TOXOPLASMOSE
Foto ilustrativa...
23/07/2010 - Notificação - Acondroplasia - Nanismo
Foto ilustrativa...
28/05/2010 - Notificação - PORFÍRIA
Hoje se sabe que esta doença, chamada porfiria ( que vem do grego: Porphiros , ou seja: vermelho aroxeado), manifesta-se inicialmente por sinais como: urina avermelhada e que escurece em contato com a luz e fotofobia ( aversão à luz) porque a luz causa esfoliação na pele, formando pústulas doloridas quando expostas ao sol....
14/03/2010 - Notificação - MACONHA
Para bom entendimento, é melhor dividir os efeitos que a maconha produz sobre o homem em físicos (ação sobre o próprio copo ou partes dele) e psíquicos (ação sobre a mente). ...
12/02/2010 - Notificação - TRIGLICERÍDEOS
Quem já está com os níveis de triglicérides altos, pode contar com a alimentação como grande aliada para abaixá-lo. Há diversos tipos de alimentos que diminuem os triglicérides, veja alguns exemplos:...
26/01/2010 - Notificação - DOENÇA DE CATARATA
As nucleares e densas, tipicamente congênitas hereditárias autossômicas dominantes, freqüentemente estão associadas a um certo grau de microoftalmo (olho diminuido)....
26/11/2009 - Notificação - TABAGISMO parte 01 NO BRASIL
No Brasil, estima-se que cerca de 200.000 mortes/ano são decorrentes do tabagismo (OPAS, 2002)....
22/11/2009 - Notificação - COLESTEROL
A má fama, no entanto, vem da LDL, proteína de baixa densidade que se une ao colesterol para transportá-lo pelo corpo....
17/11/2009 - Notificação - DOENÇA MENTAL
Popularmente há uma tendência em se julgar a sanidade da pessoa...
27/10/2009 - Notificação - DOENÇA PÚRPURA
Púrpura trombocitopênica idiopática...
08/10/2009 - Notificação - CÂNCER DE COLO DE ÚTERO
Estudo comparando estratégias para a detecção precoce do câncer do colo do útero e suas lesões precursoras...
02/10/2009 - Notificação - PREVENÇÃO DO CÂNCER DE PRÓSTATA
Prevenir o aparecimento de um tipo de câncer é diminuir as chances de que uma pessoa desenvolva essa doença ...
21/09/2009 - Notificação - CÂNCER DE MAMA TEM CURA!
O câncer de mama ocorre quando as células deste órgão passam a se dividir e se reproduzir muito rápido e de forma desordenada...
14/09/2009 - Notificação - ENTENDER O CÂNCER
O corpo humano é formado por milhões de células que se reproduzem através de um processo chamado divisão celular...
25/08/2009 - Notificação - DIETA DO CELÍACO
Equipe Rio sem Glúten...
21/08/2009 - Notificação - "A AIDS"
A história registra inúmeros eventos catastróficos...



Capa |  Amazônia  |  Ancestralidade  |  Axe Opo Ajagunna  |  Bizarrices  |  Brasil  |  Ciência  |  Cinema  |  Consultas Espirituais  |  Educação & Cultura  |  Equipes (eventos)  |  Esportes  |  Festejos Públicos  |  Grandes Nomes & Grandes Casas  |  Jogo por Odù  |  Mogba Klaudio  |  O Mundo  |  Orisas  |  Parte Social  |  Previsões 2010  |  Previsões 2011  |  Raízes do Axe  |  Religião & Sustentabilidade  |  Saúde
Busca em

  
485 Notícias